Instituto iungo e parceiros participam do Dia Mundial do Meio Ambiente 2024 em Belém (PA)

Programação da missão no Pará conectou educadores, estudantes e modalidades de educação quilombola, indígena e do campo, da água e das florestas

Para marcar o início do evento oficial em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, houve o plantio simbólico de uma muda de açaizeiro na sede da Seduc-PA. A abertura foi realizada no auditório Dionísio Hage, com presença do secretário de Educação, Rossielli Soares, da diretora de Estratégia e Implementação do iungo, Joana Rennó; da oficial de Educação do UNICEF no Brasil, Júlia Ribeiro; do diretor-presidente do Instituto Soka Amazônia, Luciano Gonçalves do Nascimento; do técnico do Setor de Transferência de Tecnologias da Embrapa Unidade Amazônia Oriental, Adalberto Pinheiro Nery; e do presidente do Instituto Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio), Nilson Pinto.

Trabalho colaborativo e potente na educação ambiental

A necessidade do trabalho conjunto diante de um enorme desafio e o propósito comum foram destaques do evento. “Temos um grande desafio na educação e na proteção de um dos biomas mais importantes do mundo. E não dá para construir tudo isso sozinho. O Instituto iungo tem sido um dos grandes parceiros, que aceitou construir conosco um projeto único no planeta, que é a Educação Ambiental obrigatória para todas as crianças e adolescentes do estado do Pará. Como essa política é pioneira, não existiam materiais pedagógicos e formações específicas, não havia nada pronto. Estamos construindo tudo juntos e o iungo tem sido fantástico nessa construção”, destacou o secretário Rossieli Soares na ocasião. “Quando o Instituto iungo foi convidado para, junto com a Seduc-PA, desenvolver os materiais pedagógicos e a formação continuada dos educadores do componente Educação para o meio ambiente, sustentabilidade e clima, para as etapas de Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio, mobilizamos uma rede de profissionais, parceiros e instituições para estarem conosco, porque acreditamos no trabalho colaborativo como forma de construir ações estruturantes em educação”, acrescentou Joana Rennó.

Na sequência, foi realizada uma mesa interativa sobre os seis eixos da Política de Educação para o Meio Ambiente, Sustentabilidade e Clima, com a mediação de Mauro Tavares, coordenador pedagógico de Educação Ambiental na Seduc-PA. Participaram da mesa Renata Lazzarini Monaco, articuladora do iungo no estado do Pará, que detalhou como vem sendo desenvolvida, de forma coletiva e colaborativa, a construção de materiais pedagógicos e ações de formação de educadores; Carol Velho, oficial de Educação Infantil do UNICEF Brasil; Rafael Herdy, professor e integrante da diretoria de Tecnologia da Seduc; Albene Both, professora e membro da Coordenadoria Pedagógica de Educação Ambiental da Seduc; Maria Ludetana Araújo, do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental na Amazônia da Universidade Federal do Pará; e Erika Renata Pacheco, professora da escola Prof. Francisco da Silva Nunes.

Diversidade e meio ambiente na educação ambiental

“Essa parceria, que nasceu com o Itinerários Amazônicos em 2022, evoluiu e chegou a 2024 com a implementação do componente curricular. Entendemos que esse processo de construção precisa ter a contribuição, a voz dos professores da nossa rede estadual. Esse aspecto sempre esteve presente na parceria entre o iungo e a Seduc-PA, nos momentos de formação on-line, presenciais, nas escutas em visitas a escolas, contemplando diferentes regionais. É assim que temos alcançado o objetivo de uma implementação que dialogue com o território”, avalia Mauro Tavares. “As equipes escolares estão, neste momento de implementação, incorporando e significando o trabalho com o componente. Para apoiar esse processo, realizamos formações e construímos diálogos com educadores das regionais e das escolas, pensando os desafios de forma coletiva. A prática docente é que vai fazer com que o componente aconteça nas escolas”, complementou Renata Lazzarini Monaco.

No Dia Mundial do Meio Ambiente, a programação institucional foi concluída em um encontro com o secretário adjunto de Educação Básica do Pará, Júlio Meireles; o diretor de Diversidade e Inclusão e de Convivência Escolar da Seduc-PA, Mário Augusto Almeida; e a coordenadora de Educação Indígena da Seduc, Vera Arapium, que dialogaram sobre as interfaces da educação ambiental e as modalidades de educação quilombola, indígena e do campo, da água e das florestas.

Saiba tudo sobre a missão institucional do Instituto iungo e parceiros no Pará!